Todos os signos

A técnica do escritor em doze signos

Passei uma atividade para meus alunes de Oficina de Produção de Texto na faculdade e acabei fazendo o dever de casa também. O desafio é criar dicas de escrita inspiradas no texto “A Técnica do Escritor em Treze Teses” do Walter Benjamin. Adoro essas sugestões do Benjamin no que elas têm de oscilação entre o geral, o específico e o idiossincrático, ao abordar temas como a qualidade dos materiais da escrita, ruído ambiente, pausas e acelerações, quando passar a limpo um texto, por que virar pelo menos uma noite trabalhando em um projeto é importante. As minhas dicas, é claro, acabaram sendo divididas por signos do zodíaco. Ficou assim:

Áries: cuide com carinho das passagens mais difíceis e delicadas do texto. As outras você pode despachar como quem decepa cabeças no campo de batalha.

Touro: evite deixar o trabalho pesado para as segundas-feiras. Se possível, evite deixar o trabalho leve para as segundas-feiras. Se possível, evite as segundas-feiras.

Gêmeos: perder o amigo para não perder a piada é aceitável, dependendo da piada. Mas cuidado para não ficar sem amigos.

Câncer: desconfie quando você chora lendo o que escreveu. Talvez seja mesmo comovente, mas de preferência faça um teste com leitores capricornianos.

Leão: acolha as críticas com humildade e preste atenção nas deficiências que elas iluminam. Suas qualidades são menos interessantes que seus defeitos.

Virgem: aquele erro de tipografia que saiu na versão impressa do seu texto no jornal dez anos atrás continua lá e nunca será possível consertá-lo. Lide com isso.

Libra: deixe para definir o título no final. Com o trabalho já terminado, fica mais difícil capitular diante da necessidade de uma escolha como esta.

Escorpião: sim, o processo criativo pode ser intenso, sofrido, esmagador, dilacerante. Mas o estilo do seu texto, não.  

Sagitário: se você se sentir léguas à frente do seu público leitor, dê a meia-volta para buscá-lo. Nessa viagem, você é o guia, não um desbravador solitário.

Capricórnio: literatura serve pra quê? Escritor é profissão? De que os escritores vivem? Tente não ficar se fazendo essas perguntas. Se for impossível, escreva um livro com as respostas.  

Aquário: aposte em inovações, mas sempre com uma camada de temperança. Uma convencionalidade bem treinada é o melhor disfarce para o relâmpago da revolução.

Peixes: aceite que no final não vai dar para passar pro papel tudo que você imaginou. E que isso não é desculpa para nem começar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.