escorpião, gêmeos, peixes, virgem

Hipocondríacos do zodíaco

O doente imaginário (1862) | Honoré Daumier

Nem sei se devia estar brincando com isso, mas apesar de astrólogo não sou supersticioso, então vamos lá: quando começaram as notícias do novo-coronavírus-chega-ao-Brasil, vocês sabem quem é que em questão de horas já estava sentido todos os sintomas? Acertou em cheio quem disse os piscianos. Pelo menos no meu painel foi assim; começaram a pipocar postagens do tipo “gente to sentindo aqui febre coriza dor de cabeça tudo junto é coronavírus né?”; quando você ia ver o aniversário da pessoa, ou ele tinha acabado de passar, ou estava chegando a data (sim, eu olho a data de aniversário das pessoas no Facebook para saber o signo delas; é para isso que pago a internet).

É bem verdade que Virgem também não demorou a suspeitar daquela tosse esquisita dos últimos dias. Mas, nesse caso, eles já foram logo para o hospital, fizeram um exame, descobriram o que era, tomaram um remédio e voltaram ao trabalho. O problema de Virgem é que logo eles percebem que estão também com uma dorzinha nas costas, e que também ela pode melhorar se for tratada com atenção, então eles voltam suas atenções para dorzinha, e não sossegam enquanto não tiverem resolvido o problema. Eles então resolvem o problema, e logo percebem uma outra fonte de desconforto que não tinham percebido antes – que precisa ser igualmente averiguada de maneira pragmática e objetiva.

Enquanto isso, o pisciano, já resignado por ter sido a segunda vítima registrada da pandemia no Brasil, pesquisa na rede um artigo sobre formas de tratamento que envolvem a aceitação plena do papel do vírus na ordem natural das coisas e a meditação transcendental como eixo de integração corpo-alma-mente-vírus. O fato é que, de um jeito ou de outro, com suas diferentes antenas, ambos os signos estiveram totalmente antenados com as notícias do dia no âmbito da saúde pública. Afinal, os maiores hipocondríacos do zodíaco encontram-se nesse eixo de opostos complementares Virgem-Peixes. Mas não somente aí. Acho que Gêmeos e Escorpião também entram no time, por motivos distintos.

O caso de Gêmeos é interessante, porque o mesmo Mercúrio que em Virgem funciona bem (obsessivamente bem) na hora de buscar diagnósticos objetivos e remédios certeiros, aqui se perde na infinita multiplicação de números e siglas que acompanham os exames. Gêmeos adora um exame, não pela chateação de realizar o exame em si, mas pelo resultado, que lhe oferece uma representação algébrica daquilo que está se passando em seu corpo, em um formato que facilita transformar tudo em assunto de conversa. Gêmeos adora ser assunto de conversa; daí a realmente seguir a prescrição médica é outra história. Além disso, Gêmeos no fundo tem medo da morte, embora pense pouco a respeito, e quando fale no assunto é para fazer troça ou piada. Não que seja supersticioso, mas, se depois de contar uma anedota de funeral, ou compartilhar um meme meio mórbido, Gêmeos começa a sentir uma pontada no ombro, acha melhor fazer logo um exame.

Com Escorpião ocorre o inverso: a morte frequenta seus pensamentos, e Escorpião tem até intimidade com a morte. As diferentes formas de morrer são assunto de sua predileção. Não que goste de exames, não que goste de hospitais: tudo isso lhe parece asséptico e impessoal demais para se associar a um tema tão nobre quanto as doenças e suas eventuais complicações. Escorpião trata a própria saúde com solenidade, fala sobre o assunto em um tom grave, e mantém sobre o corpo uma atenção concentrada que por si só é capaz de criar um estado febril no qual o indivíduo pode permanecer por longos períodos investigativos. Por isso sua hipocondria é a menos divertida, embora possa alcançar patamares existenciais e filosóficos: “a vida é uma doença incurável” é o tipo de frase que você pode ouvir de Escorpião.

Mas Peixes, ah, com Peixes o negócio fica mesmo engraçado. É alguém espirrar na China que Peixes já pega uma pneumonia. Por outro lado, fico então pensando se isso não tem algo a ver com o lado empático do signo, a capacidade que ele tem de sentir e carregar as dores da humanidade inteira; se alguém espirrar na China é bem capaz de Peixes sentir que esse espirro é um pouco seu também. Então, se todo mundo começar a ficar doente, Peixes é bem capaz de ficar culpado se ele não ficar junto, e talvez por isso se apresse tanto em ser o primeirão a sentir os efeitos do novo vírus. A vantagem é que Peixes sabe ficar doente melhor do ninguém. Nenhum outro signo é mais capaz de se entregar ao delírio na hora de curtir uma febrinha.

O contraste é enorme quando a gente pensa em Áries, por exemplo. É um signo que tem orgulho de sua força, odeia ficar doente e não quer nunca perder o controle. Agora, vai ver que por isso mesmo acabem sendo responsáveis pela proliferação de vírus variados pelo mundo. Enfim, quem sou eu para ficar estimulando preconceitos astrológicos, mas se fosse o pessoal dos aeroportos perguntava o signo de todo mundo que chegasse no país. Os hipocondríacos eu deixava passar fácil, porque esses eu sei que vão se cuidar ou procurar cuidados ao menor sinal dos sintomas. Agora, os outros, com essa história de deixa-isso-pra-lá-é-só-uma-febrinha-de-nada, esses eu deixava em quarentena mesmo. Montava um cercadinho só pros capricornianos.

2 comentários sobre “Hipocondríacos do zodíaco

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.