áries

Signos lunares: Áries

Imagem: Pinterest | angryclouds

Uma das coisas mais importantes que aprendi no começo dos meus estudos de astrologia foi o papel do signo lunar nas expectativas de futuro criadas a partir de experiências passadas. Segundo Daniel Giamario, o signo onde se encontra a Lua no instante do nascimento indica um campo de atuação já conhecido, habilidades consolidadas e inclinações inatas, que podem inclusive remeter a vidas anteriores, nas quais a alma se acostumou a ocupar uma determinada posição e exercer certas qualidades. Porém, é no Ascendente que se encontram as novas possibilidades e propostas e aventuras para essa vida.

O signo solar funciona como uma espécie de combustível para realizarmos essa transição. Mesmo que alguém tenha a Lua, o Sol e o Ascendente em um mesmo signo, cada um deles terá uma interpretação diferente nessa história; em cada um deles uma dimensão diferente do mesmo arquétipo irá se manifestar. De modo que conhecer nosso signo lunar é entender melhor um conjunto de hábitos e talentos que podem ser de grande ajuda, uma vez que estão sempre disponíveis em uma versão já avançada, mas correm o risco de se tornarem padrões de comportamento estéreis, que não precisam mais se repetir.

Pensando nisso, pensei em traduzir e publicar aqui as descrições que a astróloga Cal Garrison ofereceu para os signos lunares em The Lunar Gospel (Weiser, 2018), um livro que parte da proposta de Giamario para explorar com profundidade todas as dimensões da Lua no horóscopo, incluindo também a Lua nas casas zodiacais, os nodos lunares, a lua em progressão, aspectos natais etc.. A Cal já me deu sua autorização, mas vou precisar falar com os editores se quiser traduzir o texto de todos os signos (ainda assim seria apenas pequena parte da obra).

Então vou deixar aqui a tradução do primeiro texto, sobre a Lua em Áries, e se o retorno for positivo, corro atrás da permissão para publicar os outros textos.


“Vamos começar com Áries. Como é ter uma Lua em Áries? O que você sabe logo de cara quando a Lua está nesse signo é que essa pessoa passou suas vidas passadas sozinha, em modo de combate, isolada, em situações difíceis ou condições extremas. São aquelas pessoas que, literal ou metaforicamente, estiveram apenas lutando pela sobrevivência, saindo com sua clava para matar um bisão por dia, ou dentro da caverna, cuidando do fogo e preparando a comida.

Com frequência não há nada em sua memória celular que se lembre do que é viver com algum conforto. Com frequência não há recordação de como é se sentir amado. Muitos indivíduos com a Lua em Áries não sabem como apreciar a beleza. Há algo de áspero e de brusco que vem com esse signo. As pessoas de Lua em Áries passaram vidas inteiras no campo de batalha ou defendendo e protegendo o restante da coletividade.

Se você levar sua mente até a Grécia ou a Roma antigas, imagens de Alexandre o Grande ou Felipe da Macedônia vão surgir. As necessidades da guerra mantinham essas almas longe nos campos, fazendo o que quer que estivessem fazendo lá por anos seguidos. A pessoa com a Lua em Áries vem para essa encarnação com muita força e coragem, mas sem expectativa nenhuma de receber amor e cuidado dos outros.

Talvez seja por isso que fiquem tão confortáveis sozinhas. Qualquer indivíduo com Áries predominante no mapa natal pode passar com pouco contato humano. Esse é o único signo do zodíaco que simplesmente não precisa estar com ninguém.

A questão da solidão é interessante. Sem distrações e sem ninguém para atender a não ser a si mesmas, essas pessoas adquiriram uma tremenda capacidade de foco. Perceba: se a Lua em Áries surge com pessoas que estiveram em modo de combate nas vidas anteriores, sua memória celular lhes diz que elas não podem adormecer ou dar bobeira, que têm que ficar ligadas o tempo inteiro, não podem relaxar, precisam estar sempre completamente energizadas, sempre prontas para a luta.

A capacidade de foco as ajuda a realizar muita coisa em algum campo de atividade determinado. Quando você fala com uma pessoa de Lua em Áries, em muitos casos percebe que a pessoa já teve a experiência de ser o número 1 no que faz. Se é uma pessoa extremamente talentosa em uma área de atuação, você percebe que ela já foi reconhecida ou já se estabeleceu como a melhor em seu campo e retornou agora para ganhar a medalha de ouro novamente – ou não. Se a alma precisará viver essa experiência outra vez depende em grande medida do que está acontecendo no Ascendente.

Se as altas expectativas de pessoas com a Lua em Áries lhes fazem acreditar que estão destinadas ao lugar mais alto do pódio de novo, você precisa saber lhes dizer que nem sempre funciona assim. Tudo é relativo em um horóscopo. A Lua diz muito sobre o que já fomos, mas de maneira alguma tem a última palavra sobre o que nos tornaremos nessa vida.

Tudo sem suas desvantagens. Quando afligida, a capacidade de manter o foco que é o traço mais forte do arquétipo ariano concede a essas pessoas uma enorme quantidade de energia autocentrada e narcisista. O tipo ariano pode ser tão narcisista que não precisa de ninguém para ter relações sexuais. Estão tão envolvidos consigo mesmos que o componente sexual é com frequência autoerótico. Isso surge como uma especie de ressaca das vidas passadas.

Essa é sua fraqueza. As virtudes da Lua em Áries estão em sua coragem, clareza, honestidade – e a capacidade de conquistar e se destacar mesmo quando não existe ninguém ou quase nada em que apoiar o esforço.”

Cal Garrison. The Lunar Gospel. Newburyport: Weiser Books, p. 20-23.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.