virgem

As virgens vestais

Les Demoiselles d’Avignon, Pablo Picasso / Museum of Modern Art

Estamos longe de compreender os arquétipos do zodíaco, mas alguns signos são mais incompreendidos que os outros. Virgem, por exemplo, não tem nem um planeta para chamar de seu. O posto da regência ainda é ocupado por Mercúrio, um impostor geminiano, servidor-de-dois-patrões, mas já está na hora de desmascarar a farsa. Rei morto, rei posto, e o candidato natural ao cargo é Quíron. Mas não há pressa alguma na transição, então podemos avaliar as possibilidades.

Outra delas é Vesta, o asteroide mais brilhante do sistema solar, de uma luz intensamente concentrada em sua pequena esfera. Vesta foi o nome romano de Héstia, uma deusa de cultos pré-helênicos associada às virgens vestais, que não eram exatamente “virgens” como entendemos o termo hoje. A virgindade no caso era atributo de mulheres que não podiam se casar, pois eram consideradas prostitutas sagradas, capazes de utilizar o sexo como instrumento de cura, o que lhes conferia deveres, restrições e privilégios. Entre os deveres estava a organização e limpeza dos templos, garantindo o bom funcionamento dos ritos de purificação. Perceberam? A limpeza e a organização dos templos, nada mais virginiano.

Já entre os privilégios, havia o fato de que, quando uma virgem vestal concebia uma criança após uma união sexual secreta com um estranho, a criança era considerada nobre e entrava na linha sucessória do trono. Notem a relação com a história da Virgem que concebe o filho de um deus após a visita de um espírito desconhecido na calada da noite. Esta sim associou a virgindade a uma ideia de pureza sexual, contribuindo para a idealização da figura materna. Por outro lado, retirou a “linha sucessória” das estruturas tradicionais da cidade e do Estado, fazendo com que o milagroso nascimento pudesse acontecer em uma família camponesa ou operária.

Vesta então está relacionada à dedicação e ao sacrifício. Mas na verdade eu me lembrei dela mais por causa de uma frase engraçada que vi na internet esses dias: “Tem sempre uma historinha sexual secreta acontecendo na vida dos virginianos”. Ou seja, qualquer que seja o astro que vai assumir a regência do signo, uma coisa é certa, e nunca um emoji de piscadinha foi tão útil: querides, a gente tá sabendo, vocês são mais interessante do que parecem 😉

2 comentários sobre “As virgens vestais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.